Você está aqui
Início > EM MINAS > Gastronomia mineira enaltecida em Catas Altas

Gastronomia mineira enaltecida em Catas Altas

Nem só de pão queijo e frango com quiabo vive a gastronomia mineira. O estado é reconhecido internacionalmente por sua cozinha farta, rica em ingredientes e preparos. Entretanto, manter viva a tradição não é tarefa fácil e requer esforço coletivo. Neste sentido, uma das regiões que mais se destaca no resgate das raízes da culinária mineira é Catas Altas, a 120km de Belo Horizonte.

Localizada aos pés da Serra do Caraça, a região atrai visitantes de todo o país em busca de turismo religioso, de aventura e, claro, da culinária tipicamente mineira. O circuito gastronômico de Catas Altas conta com produtores locais que se dedicam para passar de geração em geração as técnicas que compõem a essência da cozinha do estado.

Um exemplo é a produtora de bolos, pães e quitandas Maria Aparecida. Experiente confeiteira, com 15 anos de experiência em bolos de aniversário, ela viu na cozinha mineira uma maneira de encantar os turistas e ampliar os horizontes da culinária do estado. “A maioria dos ingredientes que uso são produzidos e comprados aqui na região. Atendo os moradores da comunidade e vendo bastante para turistas que vem visitar a Serra do Caraça e acabam descobrindo as delícias das quitandas mineiras”, explica Maria Aparecida.

Sabores do Morro é um coletivo de dez negócios individuais de Morro D'Água Quente que promove a geração de renda por meio do resgate das tradições da cozinha mineira (foto: divulgação/Sabores do Morro).
Sabores do Morro é um coletivo de dez negócios individuais de Morro D’Água Quente que promove a geração de renda por meio do resgate das tradições da cozinha mineira (foto: divulgação/Sabores do Morro).

Os produtores da região estão tão engajados em manter firmes as raízes da culinária mineira que criaram um coletivo que promove feiras gastronômicas mensais e festivais com produtos artesanais de alta qualidade. O Sabores do Morro, do qual Maria Aparecida faz parte, é composto por dez negócios individuais de Morro D’Água Quente, distrito de Catas Altas. A feira conta com produtores de pães, como broa e rosca caseira, e geleia; doces, como cocada, pé-de-moleque, casadinhos e cookies; cervejas, licores e vinhos  artesanais; queijos de vários tipos; além de mel e sorvetes com sabores típicos da Serra do Caraça, tudo produzido por moradores da região, com ingredientes locais.

“A ideia é valorizar o melhor da região por meio de encontros gastronômicos com produtos artesanais de alta qualidade. As feiras mensais no distrito atraem visitantes e promovem o turismo na Serra do Caraça. Além disso, geram emprego e renda para famílias que experimentaram a transformação social por meio do trabalho e do resgate das tradições da cozinha mineira”, afirma Luiz Antonio Batista, presidente do coletivo Sabores do Morro.

Ícaro Ambrósio
Ícaro Ambrósio é jornalista e editor-chefe do site O Contorno de BH.

Deixe uma resposta

Top