Você está aqui
Início > BANCO DE IDEIAS > Veja os tipos de lesões ortopédicas mais comuns nas férias

Veja os tipos de lesões ortopédicas mais comuns nas férias

Em época de férias as estradas ficam muito mais movimentadas. Dessa forma, a atenção acaba tornando-se redobrada. Porém, infelizmente, em alguns casos podem acontecer acidentes devido à imprudência ou, até mesmo, outros fatores. Por esse motivo, nessa época, alguns traumas ortopédicos tornam-se mais comuns e quando não tratados da maneira correta podem acarretar problemas em longo prazo.

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

O ortopedista, Otávio Melo, especialista em traumatologia, comenta que nesta época, não só os acidentes de trânsito podem influenciar no aumento das lesões, mas também os diversos tipos de atividades esportivas, entre outros, auxiliam em tal índice. “A melhor maneira de evitar os problemas relacionados a essa época do ano é através da prevenção. O indivíduo deve evitar realizar atividades que não está acostumado, manter sempre atenção em situações consideradas mais perigosas e, além disso, recomenda-se sempre fazer alongamentos para evitar transtornos”.

Ele ressalta que tratar cada lesão da maneira adequada pode ser decisivo no período de recuperação e demais consequências. O especialista comenta as principais lesões e as melhores formas de tratamento, confira:

Veja os 3 principais tipos de lesão:
Contusões: essas são as famosas “pancadas” que podem ocorrer em batidas de carro, por exemplo. O golpe, geralmente, ocasiona dor, vermelhidão e calor no local. Recomenda-se, nesses casos, o uso de uma compressa de gelo imediatamente na região para aliviar a dor. Em seguida, deve-se procurar o médico para indicar se houve alguma consequência mais grave. Normalmente, o tratamento envolve o uso de analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares.

Fraturas: considerada um pouco mais grave que a contusão, no caso da fratura, há a “quebra” do osso, ocasionando a perda da anatomia natural. Dessa forma, os cuidados médicos devem ser imediatos, mas deve-se evitar mexer antes da chegada do profissional. O tratamento pode variar entre imobilização à cirurgia dependendo do grau do ferimento.

Luxação: Algumas vezes pode ser confundida com uma contusão mais dolorida, mas a luxação é muito mais grave e pode causar sérios danos. Por esse motivo, em qualquer tipo de acidente deve-se procurar o médico imediatamente para avaliação. Tal problema configura-se como uma espécie de “desencaixe” dos ossos. Os ligamentos que mantêm o osso na articulação se rompem causando intensa dor na região. A melhor maneira de tratamento é através da redução da luxação, mais conhecida como “colocar o osso no lugar”, que deve ser feito apenas por um profissional capacitado para que o problema não se agrave.

Ícaro Ambrósio
Ícaro Ambrósio é jornalista e editor-chefe do site O Contorno de BH.

Deixe uma resposta

Top