Você está aqui
Início > EM MINAS > Geólogo da Vale fala sobre irregularidades na barragem em Brumadinho

Geólogo da Vale fala sobre irregularidades na barragem em Brumadinho

Em depoimento à Polícia Federal, o Geólogo César Augusto Paulino Grandchamp alegou que a Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, apresentada irregularidades na função da drenagem da água. As informações foram obtidas pela TV Globo e exibidas no Jornal Nacional.

Segundo as reportagens, o Geólogo conta que a Vale constatou as primeiras irregularidades em junho do ano passado, quando equipes instalavam drenos horizontais profundos na barragem da mina do Córrego do Feijão. Grandchamp, solicitou a contratação de empresas de tecnologia para sanar os problemas, mas as propostas só chegaram ao seu conhecimento em janeiro deste ano, dias antes da tragédia.

Foto: André Penner/reprodução.
Foto: André Penner/reprodução.

De acordo com o depoimento, em resumo, foram instalados 14 drenos na estrutura da barragem. Quando o 15º dreno seria colocado, detectou-se que “a água inserida pelo dreno no pé da barragem não retornou, ocasionando o aumento da pressão na estrutura”. Isso viabilizou a possibilidade de uma erosão no caminho percorrido pelo fluido.

Ainda de acordo com o depoimento, equipamentos utilizados para medir a pressão da água variaram até quatro metros – nível acima do ideal. Contudo, duas horas depois, os níveis de pressão voltaram à normalidade. Por isso, a empresa não classificou o incidente como uma emergência. Dias depois, a barragem rompeu.

Em nota, a Vale informou que colabora com as investigações. Ainda disse que “se absterá de fazer comentários sobre particularidades das investigações de forma a preservar a apuração dos fatos pelas autoridades”.

Ícaro Ambrósio
Ícaro Ambrósio é jornalista e editor-chefe do site O Contorno de BH.

Deixe uma resposta

Top