Você está aqui
Início > EM BH > Música eletrônica para dar lugar a foto

Música eletrônica para dar lugar a foto

A galeria Georges Vincent, da Aliança Francesa Belo Horizonte, recebe no dia 15 de fevereiro a mostra itinerante “Noise 90’s”, do fotógrafo argentino Nino Andres. A sequência de 38 fotos, quatro delas ainda inéditas, registra as festas de música eletrônica animadas pelo DJ e produtor mineiro Anderson Noise, especialmente na década de 1990. A exposição fica em cartaz até 16 de março.

Foto: Nino Andres
Foto: Nino Andres

Com 30 anos de carreira, Noise foi um dos personagens mais importantes para a consolidação da cultura eletrônica em Belo Horizonte. Ele agitou festas memoráveis de acid house e techno na cidade, além de ter passado por várias casas noturnas de renome no Brasil e no mundo. “Foi uma época de mudança na maneira de perceber a música. Ela não tinha começo nem fim: simplesmente fluía”, descreve Nino Andres.

A ideia da exposição veio de uma conversa entre Noise e Bruno Braz Golgher, diretor do restaurante Café com Letras, primeiro local a receber a mostra itinerante, onde o DJ é residente mensal. Foi o próprio Noise quem escolheu Andres como fonte de memória, com imagens que expressam a vida noturna e parte da cultura de Belo Horizonte. “Eu tentava preservar o clima da festa, cuidando sempre da iluminação e da cobertura fotográfica. Na época, era tudo fotografado com filme, que era a tecnologia disponível”, recorda o fotógrafo.

A mostra serve também como prelúdio de um livro em desenvolvimento sobre a vida do DJ. Com previsão de lançamento para o fim de 2019, a obra será assinada pela jornalista Claudia Assef e conta com o apoio cultural da Natura Musical.

Ícaro Ambrósio
Ícaro Ambrósio é jornalista e editor-chefe do site O Contorno de BH.

Deixe uma resposta

Top