Você está aqui
Início > EM BH > Ney Matogrosso no Palácio das Artes em junho

Ney Matogrosso no Palácio das Artes em junho

Foto: Marcos Hermes.
Foto: Marcos Hermes.

Quem quiser assistir ao novo show do cantor, compositor e intérprete Ney Matogrosso, “Bloco na Rua”, em Belo Horizonte, deve se adiantar, pois as vendas estão a todo vapor. As apresentações serão realizadas nos dias 14, 15 e 16 de junho, sexta e sábado, às 21h, e domingo às 19h, no Grande Teatro do Palácio das Artes.

Como está acontecendo em todos os lugares que Ney tem levado “Bloco na Rua”, os ingressos esgotam com bastante antecedência. Mais uma vez, o novo projeto começará nos palcos para depois graver o CD e ou DVD. Ney selecionou o repertório enquanto excursionava com o show anterior e o seu critério não foi o ineditismo: “Não é um show de sucessos meus, mas quis abrir mais para o meu repertório. Dessa vez eu misturei coisas que já gravei com repertório de outras pessoas”, pontua Ney.

No repertório estão: “Eu quero é botar meu bloco na Rua” (Sergio Sampaio), “A Maçã” (Raul Seixas), “Álcool (Bolero Filosófico)” (DJ Dolores) ,”O Beco” (Herbert Vianna/Bi Ribeiro), “Mulher Barriguda” (Solano Trindade/João Ricardo), “Postal do Amor” (Fagner/Fausto Nilo/Ricardo Bezerra), “Ponta do Lápis” (Clodô/Rodger Rogerio), “Como 2 e 2” (Caetano Veloso) e “Feira Moderna” (Beto Guedes/Lô Borges/Fernando Brant), entre outras.

O figurino, foi criado sob medida pelo estilista Lino Villaventura. Luiz Stein assina o cenário, composto por projeções, e Juarez Farinon a luz do espetáculo, com supervisão de Ney.

A banda é a mesma que acompanhou Ney Matogrosso, nos últimos 5 anos: Sacha Amback (direção musical e teclado), Marcos Suzano e Felipe Roseno (percussão), Dunga (baixo), Mauricio Negão (guitarra), Aquiles Moraes (trompete) e Everson Moraes (trombone).

Veja um registro de “Poema”, um dos maiores hits de Ney:

Ícaro Ambrósio
Ícaro Ambrósio é jornalista e editor-chefe do site O Contorno de BH.

Deixe uma resposta

Top